terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Paul McCartney embala Sydney com um conjunto de três horas repleto de clássicos dos Beatles

foto Ashley Mar
Paul McCartney surpreendeu Sydney com um show de três horas repleto de clássicos dos Beatles e algumas músicas novas, deixando fãs em um frenesi absoluto.
Amor.três acordes e a verdade são tudo o que você precisa quando, na presença da grandeza de Paul McCartney.
foto Ashley Mar
Depois de ganhar centenas de milhares de corações e mentes, enquanto a turnê One on One rola pelo país, ele finalmente chegou a Sydney para os seus dois últimos shows australianos no Qudos Bank Arena,o primeiro dia 11 de dezembro.
Era impossível não se maravilhar com isso depois de uma longa espera de 24 anos.
foto Ashley Mar
Blackbird foi um momento sublime, apenas McCartney com seu violão, arrumou habilmente sua melodia distintiva, enquanto a arena esgotada de 15.000 pessoas cantavam junto essa música de solidariedade.
Paul volta a se apresentar dia 12 de dezembro na mesma arena finalizando a turnê pela Austrália com próximo show na Nova Zelândia.
Esse foi o set list:
1-A Hard Day's Night
2-Junior's Farm
3-Can't Buy Me Love
4-Letting Go
5-All My Loving
6-Let Me Roll It
7-I've Got a Feeling
8-My Valentine
9-Nineteen Hundred and Eighty-Five
10-Maybe I'm Amazed
11-I've Just Seen a Face
12-In Spite of All the Danger
13-You Won't See Me
14-Love Me Do
15-And I Love Her
16-Blackbird
17-Here Today
18-Queenie Eye
19-New
20-Lady Madonna
21-FourFiveSeconds
22-Eleanor Rigby
23-I Wanna Be Your Man
24-Being for the Benefit of Mr. Kite!
25-Something
26-A Day In The Life/Give Peace A Chance
27-Ob-La-Di, Ob-La-Da
28-Band on the Run
29-Back in the U.S.S.R.
30-Let It Be
31-Live and Let Die
32-Hey Jude
33-Yesterday
34-Birthday
35-Mull of Kintyre
36-Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
37-Helter Skelter
38-Golden Slumbers/Carry That Weight/The End

Mini Cooper de Ringo Starr é comprado por ex-Spice Girl

A última edição do leilão da casa londrina Bonhams Bond Street contou com a participação de dois carros que pertenceram a ex-membros dos Beetles: Ringo Starr com seu Austin Mini e Paul McCartney com o Aston Martin DB5. Juntos, os modelos arrecadaram R$ 8 milhões.
Produzido nos anos 60, o Austin Mini do ex-baterista dos Beatles, Ringo Starr, foi adiquirido por Geri Halliwell, a ex-Spice Girl ruiva. O modelo foi arrematado por US$ 137 mil (R$ 450 mil), um valor alto para um Mini Cooper. Além de seus donos serem celebridades, o compacto conta com teto solar de tecido e tampa traseira modificada para abrigar o kit de baterias do ex-Beatle.
Já o Aston Martin de Paul McCartney, teve seu valor triplicado desde a última vez em que foi leiloado. O modelo havia sido vendido por R$ 1,6 milhão (US$ 495 mil) em 2012 e, agora no leilão da Bonhams Bond Street, foi arrematado por US$ 1,8 milhão (R$ 6 milhões). Mas diferentemente do Mini Cooper, seu novo dono não é uma celebridade.

fonte/source:  iCarros ou Auto Blog

Os álbuns Ringo e Goodnight Vienna serão relançados em vinil em 2018

Dois álbuns de Ringo Starr, "Ringo" de 1973 e "Goodnight Vienna", de 1974, foram remasterizados para uma reedição mundial em vinil de 180 gramas. Ambos os álbuns, remasterizados por Ron McMaster na Capitol Mastering, serão lançados pelo Capitol / UMe em 19 de janeiro de 2018. 
Além disso, o álbum de Natal de 1999 da Ringo, I Wanna Be Santa Claus, foi lançado no vinil pela primeira vez. O álbum inclui sua versão de clássicos natalinos como "Rudolph the Red-Nosed Reindeer", "Winter Wonderland", "White Christmas" e, claro, "The Little Drummer Boy".O auto-intitulado álbum Ringo produziu dois sucessos # 1 nos EUA, “Photograph” e “You’re Sixteen (You’re Beautiful And You’re Mine),”, bem como o # 5 "Oh My My". O álbum alcançou # 2 nos EUA e # 7 no Reino Unido. Todos os companheiros de banda dos Beatles se juntaram a ele para participar do álbum; Richard Perry produziu e seus notáveis ​​músicos convidados também incluíram Billy Preston no órgão, Harry Nilsson nos backing vocals, Klaus Voormann no baixo e sax e Robbie Robertson no violão. 
Ringo lançou seu quarto álbum solo, Goodnight Vienna, em 1974, acumulando mais hits nos EUA. A capa do “Only You (And You Alone)” dos Platters alcançou # 6, "Snookeroo" (escrito por Elton John e Bernie Taupin) chegou ao # 3 como fez "No No Song". A faixa-título, "It's All Down to Goodnight Vienna ", foi escrito por John Lennon. Perry, Preston, Voormann, Nilsson e Robertson voltaram a juntar-se a Ringo para colaborar no estúdio, entre outros.


domingo, 10 de dezembro de 2017

A noite ao som dos Beatles em Brisbane

foto  Sarah Marshall
Paul McCartney trouxe lágrimas aos olhos dos fãs no Suncorp Stadium ontem à noite dia 09 de dezembro, quando começou seu show em Brisbane quando tocou a música Something - escrita pelo amigo George Harrison tocando no ukulele.
 "George me deu esse ukulele", disse McCartney às 40 mil pessoas dentro do Suncorp Stadium, segurando-o no alto, como se estivesse na sala de estar de alguém. 
foto  Marc Grimwade
"Eu disse a ele que trabalhei uma de suas músicas no ukulele. " 
E McCartney simplesmente começou a tocar e cantar a música que ele aprendeu, a música que agora é a segunda canção dos Beatles mais regravada de todos os tempos. 
 foto  Marc Grimwade
Ele contou da época quando entrou para os Quarrymen "Havia cinco de nós no grupo no momento; Eu, John (Lennon), George, Colin (Hanton) e Duff (John Duff Lowe). E o acordo era que, para nossa libra, cada um ficaria por uma semana ", lembrou McCartney sobre o disco que gravaram na época a In Spite of All the Danger."Quando chegou a Duff, ele manteve isso por 20 anos. E então ele vendeu-o de volta para mim, com lucro ".

Esse foi o set list:

1-A Hard Day's Night
2-Junior's Farm
3-Can't Buy Me Love
4-Jet
5-All My Loving
6-Let Me Roll It
7-I've Got a Feeling
8-My Valentine
9-Nineteen Hundred and Eighty-Five
10-Maybe I'm Amazed
11-I've Just Seen a Face
12-In Spite of All the Danger
13-You Won't See Me
14-Love Me Do
15-And I Love Her
16-Blackbird
17-Here Today
18-Queenie Eye
19-New
20-Lady Madonna
21-FourFiveSeconds
22-Eleanor Rigby
23-I Wanna Be Your Man
24-Being for the Benefit of Mr. Kite!
25-Something
26-A Day In The Life/Give Peace A Chance
27-Ob-La-Di, Ob-La-Da
28-Band on the Run
29-Back in the U.S.S.R.
30-Let It Be
31-Live and Let Die
32-Hey Jude
33-Yesterday

34-Get Back

35-Mull of Kintyre 

36-Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
37-Helter Skelter
38-Golden Slumbers/Carry That Weight/The End


Próximos shows serão dias 11 e 12 de dezembro em Sydney..

source: Brisbane Times

sábado, 9 de dezembro de 2017

O álbum Magical Mystery Tour completa 50 anos - faixa All You Need Is Love

"All You Need Is Love" é uma canção escrita por John Lennon e creditada a Lennon-McCartney. Ela foi a primeira realizada pelo Beatles em Our World a primeira transmissão de televisão ao vivo global. Assistidos por 400 milhões em 26 países, o programa foi transmitido via satélite em 25 de junho de 1967.A BBC tinha encomendado os Beatles para escrever uma canção para a contribuição do Reino Unido
Composição 
Os Beatles foram convidados a aparecer com uma canção que contém uma mensagem simples de ser entendida por todas as nacionalidades. "Foi uma música inspirada e que realmente queria dar ao mundo uma mensagem", disse Brian Epstein. "A coisa boa sobre isso é que não pode ser mal interpretada. É uma mensagem clara dizendo que o amor é tudo".Segundo o jornalista Jade Wright ", Lennon era fascinado pelo poder de slogans para unir as pessoas e nunca com medo de criar arte a partir da propaganda Quando perguntado em 1971 se músicas como "Give Peace a Chance" e "Power to the People" foram músicas de propaganda, ele respondeu:... 'Claro Assim foi All You Need Is Love Eu sou um artista revolucionário . Minha arte é dedicado a mudar ".
O dia antes da transmissão do especial Our World, os Beatles decidiram que a música devia ser seu próximo single.Lançado no Reino Unido em 7 de julho de 1967, ele foi direto para o número um e permaneceu lá por três semanas.Foi igualmente bem-sucedido nos Estados Unidos depois de seu lançamento em 17 de julho, atingindo número 1 por uma semana.Também foi incluída na versão americana do LP Magical Mystery Tour, em novembro de 1967.
As entrevistas sobre a série de documentários The Beatles Anthology revelam que Paul McCartney e George Harrison não tinham certeza se a canção foi escrita para o Our World. No entanto, George Martin e Ringo Starr afirmaram que era. Quando perguntado, McCartney respondeu:
 "Eu não acho que foi escrita especialmente para ele. Mas foi uma das músicas que tínhamos .... Foi certamente sob medida, uma vez que tinha. Mas eu tenho a sensação de que era apenas uma das canções de John que estava chegando lá. Descemos para a Olympic Studios, em Barnes e gravamos e depois tornou-se a música que eles disseram, 'Ah. Isso é o que deve usar. " Eu realmente não acho que foi escrita para o programa. "

source: Wikipedia

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Remembering John Lennon


Tema sobre a morte em uma das últimas músicas de Lennon


Uma das últimas músicas escritas por John Lennon sugere que o cantor teve uma premonição de sua morte.
Na música, "Help Me To Help Myself", Lennon refere-se a ser perseguido pelo "anjo da destruição" e canta "oh, ajude-me, Senhor".
A faixa está incluída em uma versão reeditada de seu último álbum, Double Fantasy, que foi lançado para marcar o que teria sido seu 60º aniversário. As letras incluem as linhas: "Bem, eu tentei tanto para me manter vivo / Mas o anjo da destruição continua me perseguindo, por toda parte / Mas eu sei no meu coração que nunca nos separamos".
Um porta-voz da gravadora, Parlophone, disse que era "assustador" que suas palavras pudessem ser interpretadas como uma referência à sua morte.
O álbum reeditado também inclui a última faixa que Lennon completou na noite em que ele morreu, 8 de dezembro de 1980. Ele e sua esposa, Yoko Ono, estavam trabalhando na música, "Walking On Thin Ice", pouco antes de deixar seu apartamento no Dakota em Nova York.
Yoko Ono disse sobre " Help Me To Help Myself" em uma reportagem de 2000: "Ele estava tocando isso no piano em casa, meio gargalhando e dizendo:" Não seria algo se alguma vez fizesse isso? ". Eles dizem que as pessoas começam pensar em Deus perto da morte. É possível que tenha sido o caso aqui. Qualquer coisa que ele pensasse que estava fazendo, é uma música bonita e queria compartilhar com você ... Estou tão feliz que o 60º aniversário de John esteja recebendo tanta atenção e amor de pessoas de todo o mundo ".

O álbum Magical Mystery Tour completa 50 anos - faixa Baby, You're a Rich Man

"Baby, You're a Rich Man" é uma canção escrita por John Lennon e Paul McCartney, e gravada em 1967.Também foi usada como o lado B do single "All You Need Is Love".
Composição 
Dois fragmentos de músicas que foram combinadas para criar "Baby, You're a Rich Man". Os versos de "One of the Beautiful People", de John Lennon foram previamente combinadas com desacompanhada "Baby, you're a rich man …" de Paul McCartney. Duas canções que foram combinadas em uma forma similar para fazer "A Day in the Life" e "I've Got a Feeling".Walter Everett escreveu que a música "fala sobre Brian Epstein como é ser uma das 'pessoas bonitas' "
Gravação
A canção foi mixada (em mono) em 11 de Maio de 1967 no Olympic Sound Studios. A música contou com um som de oboé bem incomum, que foi criado com um Clavioline (um precursor início do sintetizador de ser um teclado monofônico de 3 oitava) e um spin-echo (um delay ) efeito que foi usado para preencher a partir do fim de uma linha do verso, para o início do próximo
Músicos
John Lennon - vocal principal, dobrado Clavioline, piano 
Paul McCartney - backing vocals, baixo, piano 
George Harrison - backing vocal, guitarra, palmas 
Ringo Starr - bateria, pandeiro, maracas
 Eddie Kramer - vibrafone 
Mick Jagger - vocal de apoio 
Brian Jones - oboé 
George Martin - produtor 
Keith Grant - engenheiro 
+ Mick Jagger também estava presente e seu nome aparece em uma caixa de fita da sessão, possivelmente indicando que ele forneceu backing vocals perto do fim da canção
Curiosidade
Para um lançamento alemão em 1971 do álbum Magical Mystery Tour, George Martin e engenheiro de gravação Geoff Emerick criaram a primeira verdadeira mixagem estéreo da música; incapaz de recriar o efeito spin-eco, que havia sido incluído na fase de mixagem da gravação original, eles simplesmente omitiram.
"Baby, You're a Rich Man" foi mixado em estéreo pela segunda vez para o lançamento do DVD em 1999 do filme Yellow Submarine e o álbum Songtrack de Yellow Submarine

source: Wikipedia

Single demo de 'Love Me Do" foi vendido por alto preço

O primeiro single demo dos Beatles para Parlophone foi vendido através da Discogs por US $ 14.757 (£ 11.250), quebrando o registro de vendas da Discogs anteriormente mantido para um single de 7 ".
Lançado em 5 de outubro de 1962, foi uma das 250 cópias lançadas como "McArtney"incorretamente escrita no crédito.O single foi comprado através da Discogs quase 55 anos até o dia do lançamento, tendo vendido em 9 de outubro de 2017.
Caíu pouco do total da venda recorde de US $ 15.000 para uma cópia promocional de 1987 de Prince 'The Black Album'.

Colaboração: Cristiano Radtke

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

O álbum Magical Mystery Tour completa 50 anos - faixa Penny Lane

"Penny Lane" é uma canção dos Beatles, escrita por Paul McCartney.Foi creditada a Lennon-McCartney.
Gravada durante as sessões do Sgt Pepper, "Penny Lane" foi lançada em 13 de fevereiro de 1967 nos EUA e 17 de fevereiro de 1967 no Reino Unido como single de duplo lado A, junto com "Strawberry Fields Forever". Ambas as canções foram posteriormente incluídas no LP Magical Mystery Tour (1967). O single foi o resultado da gravadora que estava querendo uma nova versão depois de vários meses de ausência de novas versões dos Beatles.
Em 2004,a revista Rolling Stone classificou "Penny Lane" no # 449 em sua lista das 500 Melhores Canções de Todos os Tempos.
História
O título da canção é derivado do nome de uma rua perto da casa de Lennon, na cidade natal da banda, Liverpool. McCartney e Lennon se reuniria em Penny Lane, em cruzamento na área do Mossley Hill para pegar um ônibus até o centro da cidade. A área que rodeia a sua junção com Smithdown Road também é comumente chamada de Penny Lane.Na época, na década de 60, este foi um importante terminal de autocarros para várias rotas e ônibus com "Penny Lane" exibidas que eram comuns em toda Liverpool.
Localmente, o termo "Penny Lane" foi o nome dado ao local onde Allerton Road se torna Smithdown Road e sua zona comercial movimentada. Penny Lane é nomeado após James Penny, um comerciante de escravos do século 18.A rua é um marco importante, procurado pela maioria dos fãs dos Beatles quando visitam Liverpool. No passado, os sinais da rua dizendo "Penny Lane" foram alvos constantes de roubo de turistas e teve que ser continuamente substituídas. Eventualmente, os funcionários municipais desistiram e simplesmente começou a pintar o nome da rua nas laterais dos edifícios. Esta prática foi interrompida em 2007 e mais roubo resistentes em "Penny Lane" com sinais de trânsito já foram instalados embora alguns ainda são roubados.
Produtor dos Beatles George Martin afirmou que acredita que o emparelhamento de "Penny Lane", com "Strawberry Fields Forever" resultou em, provavelmente, o maior single lançado pelo grupo. Ambas as canções foram posteriormente incluídas no álbum Magical Mystery Tour nos EUA em novembro de 1967. No Reino Unido, o emparelhamento famoso não conseguiu chegar a # 1 nas paradas de singles, parando um lugar abaixo de Engelbert Humperdinck "Release Me".Nos EUA a canção atingiu o # 1 no Hot 100 da Billboard por uma semana antes de ser batido pela canção dos Turtles "Happy Together". A canção apresenta uma forma contrastante de verso-refrão.
Produção
A produção começou no estúdio 2 de Abbey Road no 29 de dezembro de 1966 com o piano como instrumento principal.Em 17 de Janeiro de 1967, o trompetista David Mason gravou o solo de trompete piccolo.O solo,foi inspirado por um desempenho de Bach,2º Concerto de Brandenburgo,está em um estilo pseudo-barroco para o qual o trompete piccolo (um pequeno instrumento construído sobre uma oitava acima do que o instrumento padrão) é particularmente adequado, ter um som limpo e claro que penetra bem através de texturas mais espessas de médio porte.Mason foi pago 27 libras e 10 xelins por seu desempenho na gravação. Efeitos de produção na Penny Lane incluem efeitos de percussão, piano, através de um amplificador da Vox de guitarra com reverb adicionado.
A original mixagem do single americano de "Penny Lane" teve um adicional de florescer de notas do trompete piccolo no final da canção. Esta mixagem foi rapidamente substituída por uma sem a passagem da última trombeta, mas não antes de um punhado de cópias que foram prensadas e enviadas para as estações de rádio. Essas gravações estão entre as peças da coleção mais raras e valiosas dos Beatles. Uma mixagem em estéreo da música com a trombeta adicional acrescentado de volta foi incluída na compilação Rarities dos EUA e o álbum do Reino Unido: The Beatles Box em 1980, e está incluído em um take suplente da música lançada no Anthology 2 em 1996.
O primeiro uso deste instrumento (um instrumento de especialidade distinta, armou cerca de uma oitava acima do que a trombeta B-flat padrão) na música pop. Martin escreveu mais tarde: "O resultado foi único, algo que nunca havia sido feito no rock antes".

source: Wikipedia

A segunda noite em Melbourne de Paul McCartney

Paul McCartney se apresentou pela segunda vez dia 06 de dezembro em Melbourne no AMMI Park.
A sua turnê australiana começou dia 02 em Perth,se apresentando dia 05 no mesmo local.
O que mais se escuta e ler dos fás que foram ao seu show é a sua energia que parece ilimitada.
Nos shows de Perth e Melbourne o set list foi o mesmo mas nesse segundo show já mudou com Save Us no lugar de Junio's Farm,Jet e Drive My Car nos lugares de All My Loving e Letting Go.
Tocou We Can Work It Out subsituindo a I've Just Seen A Face e I Saw Her Standing There no lugar de Birthday.

Esse foi o set list:
1-A Hard Day's Night
2-Save Us
3-Can't Buy Me Love
4-Jet
5-Drive My Car
6-Let Me Roll It
7-I've Got a Feeling
8-My Valentine
9-Nineteen Hundred and Eighty-Five
10-Maybe I'm Amazed
11-We Can Work It Out
12-In Spite of All the Danger
13-You Won't See Me
14-Love Me Do
15-And I Love Her
16-Blackbird
17-Here Today
18-Queenie Eye
19-New
20-Lady Madonna
21-FourFiveSeconds
22-Eleanor Rigby
23-I Wanna Be Your Man
24-Being for the Benefit of Mr. Kite!
25-Something
26-A Day In The Life/Give Peace A Chance
27-Ob-La-Di, Ob-La-Da
28-Band on the Run
29-Back in the U.S.S.R.
30-Let It Be
31-Live and Let Die
32-Hey Jude
33-Yesterday
34-I Saw Her Standing There
35-Mull of Kintyre 
36-Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
37-Helter Skelter
38-Golden Slumbers/Carry That Weight/The End

Próximo será dia 09 de dezembro em Brisbane...

source: Set List

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Paul McCartney dá uma aula de rock no AAMI Park em Melbourne

Photo by Ros O'Gorman
Não é todas as noites que você está na presença de um Beatle.
Na noite de terça-feira, Paul McCartney virou instantaneamente 2017 em 1964, abrindo seu show do AAMI Park com A Hard Day's Night dia 05 de dezembro em Melbourne.
Você é imediatamente lembrado que o humilde músico no palco é responsável por algumas das músicas mais queridas e mais bem sucedidas de todos os tempos.
Photo by Ros O'Gorman
E McCartney se apresentou animando próximo de três horas, perto de 40 músicas, diante de 30 mil fãs.
Foi uma das lições de história do rock mais divertidas imagináveis, com comentários correntes das músicas e as eras, cortesia do homem que estava lá.
Durante a música Maybe I'm Amazed,Paul aponta  para o video que passa no telão e que sua filha  Mary na época era um bebê tem "quatro crianças agora".
Photo by Ros O'Gorman
Ele teria visto o que, sem dúvida, testemunha cada noite - três gerações, todas unidas pela música, cantando as músicas com as quais cresceram e passaram. As canções de suas vidas.
Quando Paul começa a tocar Mull of Kintyre surge no palco a Scotch College Piper Band.
Como os Stones, McCartney ajudou a escrever as regras para as bandas de rock 50 anos depois que continua a reescrevê-las.
Esse foi o set list:
1-A Hard Day's Night
2-Junior's Farm
3-Can't Buy Me Love
4-Letting Go
5-All My Loving
6-Let Me Roll It
7-I've Got a Feeling
8-My Valentine
9-Nineteen Hundred and Eighty-Five
10-Maybe I'm Amazed
11-I've Just Seen a Face
12-In Spite of All the Danger
13-You Won't See Me
14-Love Me Do
15-And I Love Her
16-Blackbird
17-Here Today
18-Queenie Eye
19-New
20-Lady Madonna
21-FourFiveSeconds
22-Eleanor Rigby
23-I Wanna Be Your Man
24-Being for the Benefit of Mr. Kite!
25-Something
26-A Day In The Life/Give Peace A Chance
27-Ob-La-Di, Ob-La-Da
28-Band on the Run
29-Back in the U.S.S.R.
30-Let It Be
31-Live and Let Die
32-Hey Jude
33-Yesterday
34-Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (Reprise)
35-Helter Skelter
36-Mull of Kintyre
37-Birthday
38-Golden Slumbers/Carry That Weight/The End

Próximo será dia 06 de dezembro em Melbourne no mesmo local...

Colaboração: Claudia Tapety a fã nº 1 de Paul McCartney

source: The Daily Telegraph e Noise11

O álbum Magical Mystery Tour completa 50 anos - faixa Strawberry Fields Forever parte 1

"Strawberry Fields Forever" é uma canção dos Beatles, escrita por John Lennon.Foi inspirada por lembranças de Lennon,quando brincava no jardim de uma casa do Exército da Salvação chamada "Strawberry Field" perto de sua casa de infância.
"Strawberry Fields Forever" foi destinada para o álbum Sgt.Pepper Lonely Hearts Club Band (1967), pois foi a primeira música gravada, mas foi lançada em 13 de fevereiro de 1967 nos EUA e 17 de fevereiro de 1967 no Reino Unido como um single de duplo Lado A com "Penny Lane" de Paul McCartney. "Strawberry Fields Forever" chegou ao número oito nos Estados Unidos, com numerosos críticos descrevendo-o como uma das melhores gravações do grupo.É uma das obras que definem o gênero rock psicodélico e tem sido regravada por muitos outros artistas. A canção foi incluída no Magical Mystery Tour americano (embora não no EP duplo britânico de mesmo nome).
O memorial Strawberry Fields Park no Central Park  em Nova York foi nomeado após a canção.
Composição
Strawberry Field era o nome da casa para crianças do Exército da Salvação na esquina perto da casa de infância de Lennon em Woolton, subúrbio de Liverpool.Lennon e seus amigos de infância Pete Shotton, Nigel Walley e Ivan Vaughan usaram para jogar no jardim arborizado atrás da casa.Uma das delícias na infância de Lennon foi a festa no jardim que era realizado a cada verão no Calderstones Park próximo a casa do Exército da Salvação todos os anos, onde a banda do Exército da Salvação tocavam.Tia de Lennon, Mimi Smith lembrou..: "Assim como nós poderíamos ouvir a banda do Exército da Salvação, John pulava para cima e para baixo gritando:" Mimi, vamos lá. Nós estamos indo e estamos atrasado '".
A música de Lennon "Strawberry Fields Forever" e de McCartney "Penny Lane" dividiram o tema da nostalgia pelo os seus primeiros anos em Liverpool. Embora ambos referidos locais reais, as duas canções também tiveram fortes tons surrealistas e psicodélicas.O produtor George Martin disse que quando ouviu pela primeira vez "Strawberry Fields Forever", pensou que seria "mundo de sonhos, e impressionista".
O período da escrita da canção foi uma mudança e deslocamento para Lennon.Os Beatles tinham acabado de se aposentar da turnê depois de um dos períodos mais difíceis da sua carreira.O casamento de Lennon com Cynthia Powell estava falhando, e ele estava usando quantidades crescentes de drogas, especialmente o poderoso psicodélico LSD, bem como a cannabis, que ele havia fumado durante seu tempo na Espanha.
Lennon começou a escrever a música em Almería, Espanha, durante as filmagens do "How I Won the War" de Richard Lester em setembro-outubro de 1966.A primeira demo da música, gravado em Almería, não tinha refrão e apenas um versículo: "There's no one on my wavelength / I mean, it's either too high or too low / That is you can't you know tune in but it's all right / I mean it's not too bad". Ele revisou as palavras para este versículo para torná-los mais obscuro, então escreveu a melodia e parte da letra para o refrão (que então funcionava como uma ponte e ainda não incluir uma referência à Strawberry Fields). Em seguida, ele acrescentou outro verso e a menção de Strawberry Fields.O primeiro verso sobre a versão lançada foi o último a ser escrito, perto da hora da gravação da canção. Para o refrão, Lennon novamente inspirou se pela suas memórias de infância: as palavras "nothing to get hung about" foram inspirados por ordem rígida da tia Mimi em razão de Strawberry Field, a que Lennon respondeu: "They can't hang you for it."O primeiro verso de Lennon que escreveu tornou-se o segundo na versão lançada, e o segundo verso de Lennon que escreveu tornou-se o último do lançamento.

continua na parte 2....

O álbum Magical Mystery Tour completa 50 anos - faixa Strawberry Fields Forever parte 2

Gravação
O título provisório era "It's Not Too Bad", e Geoff Emerick, o engenheiro de som, lembrou-se que era "apenas uma grande música, grande, que era evidente desde a primeira vez quando John cantou para todos nós, tocando em um violão ".A gravação começou em 24 de novembro de 1966, no estúdio Abbey Road nº 2 em uma mesa de 4 canais.Demorou 45 horas para gravar,ao longo de cinco semanas.A música era para está no álbum da banda de 1967 o Sgt Pepper Lonely Hearts Club Band, mas foi lançada como single em seu lugar.
A banda gravou três versões distintas da canção. Depois que Lennon tocou a música para os outros Beatles em sua guitarra acústica, a banda gravou o primeiro take.Lennon tinha uma guitarra Casino Epiphone; McCartney desempenhou um Mellotron (contratado em causa própria da máquina de Lennon que estava estacionado em sua casa).Ringo tocou bateria, e Harrison tocou guitarra elétrica.O primeiro take gravado começou com o versículo, "Living is easy...", em vez de o refrão: "Let me take you down", que inicia a versão lançada. O primeiro verso também levou diretamente para o segundo, sem coro entre os dois.Os vocais de Lennon foram automaticamente dobrados seguido das palavras "Strawberry Fields Forever" até o final do último verso. O último verso, "Always, no sometimes...", tem três partes de harmonias, com McCartney e Harrison cantando "backing vocals".Esta versão foi logo abandonada e ficou inédito até a série Anthology em 1996.
Quatro dias depois, a banda remontada para tentar um arranjo diferente. A segunda versão da música foi apresentada a introdução de McCartney no Mellotron seguido pelo refrão. Eles gravaram cinco takes das faixas básicas para esse arranjo (duas das quais eram falsas partidas) com o último a ser escolhido como melhor e submetido a novos overdubs.O vocal final, Lennon gravou com a fita correndo tão rápido que quando reproduzido em velocidade normal a tonalidade seria alterada, dando a sua voz um som arrastado.Esta versão foi utilizado para o primeiro minuto da gravação lançada.
Depois de gravar a segunda versão da canção, Lennon queria fazer algo diferente com ela, como Martin lembrou:. "Ele queria-a como uma canção suave de sonho, mas ele disse que tinha saído demasiado estridente Ele me perguntou se eu poderia escrever-lhe uma nova linha com as cordas. Então eu escrevi uma nova pontuação (com quatro trompetes e três violoncelos) e gravamos isso, mas ele não gostou ".Enquanto isso, em 8 e 09 de dezembro, outra faixa básica foi gravada, usando um Mellotron, guitarra elétrica (utilizando o botão deslizante do Mellotron), piano,gravados címbalos gravados de trás para frente,e o swarmandel (ou swordmandel), uma versão indiana da cítara.Depois de analisar as fitas da versão de Martin e do original, Lennon disse a Martin que ele gostava de ambas as versões,embora Martin tinha a dizer para Lennon que a partitura orquestral estava em um ritmo mais rápido e em maior chave (B maior) do que a primeira versão (A maior).Lennon disse: "Você pode corrigi-lo, George", dando Martin e Emerick a difícil tarefa de unir as 2 juntas.Com apenas um par de tesouras de edição , duas máquinas de fita, e um controlo variável de velocidade, Emerick compensou as diferenças na chave e da velocidade, aumentando a velocidade da primeira versão e diminuindo a velocidade da segunda.Ele então uniu as versões,iniciando a partitura orquestral no meio do segundo refrão.(Desde a primeira versão não inclui um coro após o primeiro verso, ele também emendou nas primeiras sete palavras do refrão de outros lugares na primeira versão.)A alteração de pitch em juntar-se as versões deu ao vocal de Lennon um pouco do outro mundo "nadando" de qualidade.
 Algumas vocalizações por Lennon estão ligeiramente audíveis no final da canção, pegou como vazamento em um dos microfones do tambor (ouvindo Lennon fazendo outros comentários para Ringo). No "Paul is Dead" estes foram levados para ser Lennon dizendo "Eu enterrei Paul".Em 1974,McCartney disse: "Isso não era" Eu enterrei Paul "em tudo que foi John dizendo "cranberry sauce".Era o fim de Strawberry Fields. Isso é humor de John. John diria algo totalmente fora de sincronia, como molho de cranberry. Se você não perceber que John optou a dizer cranberry sauce, quando ele se sente como dela, então você começa a ouvir uma palavra engraçada pouco ali, e você pensa: 'Ah!' ".
Pouco antes de sua morte em dezembro de 1980, Lennon expressou insatisfação com a versão final da canção, dizendo que foi "mal gravada" e indo tão longe como acusar Paul McCartney subconsciente por ter sabotado a gravação.

source: Wikipedia